Buscar
  • paolaalteriodi

Salone del Mobile - Onde nascem as novas tendências do design

A tão esperada Semana de Design de Milão 2022 chegou ao fim.





O Salone del Mobile 2022 em Milão , uma das grandes referências no setor de móveis, design e decoração , fechou as portas da sua 60ª edição, mas não sem antes esclarecer sobre as grandes tendências que serão consolidadas nesta estação. Juntamente com o artesanato, com o ritmo da 'slow life', que nos convidam a 'reconectar', e com a preocupação com a sustentabilidade — correntes que já estavam presentes em edições anteriores — a exposição de 2022 fala também de uma estética 'metavertic', móveis que juntam a fusão e a diversidade, peças fluidas ou cores apaixonantes.



Veja neste artigo o que identificámos como tendência e inovação.


1. O vidro como protagonista:


Materiais que frequentemente já são utilizados ganham papéis de protagonista do projeto. Em diferentes padrões e formas de utilização, o vidro ganhou destaque como uma forte tendência.

Ele aparece no seu formato tradicional mas ganhou vida em novas formas, cores e aplicações. O vidro destaca-se em cores mais vibrantes, aplicações em mobiliários, como por exemplo mesas de cabeceiras e estantes, bem como alguns designs com um aspecto texturizado e levemente opaco.


No entanto, o destaque vai para as novas padronizações como, por exemplo, na união do mármore com o vidro, criando um dos grandes destaques apresentados na Feira este ano: um novo conceito de vidro marmorizado.



2. Cores e padrões em diversas combinações:

As cores vibrantes apareceram em força em alguns dos ambientes apresentados, e podemos enquadrar esse cenário da tendência atual com o novo mundo pós pandemia.

As paletas fortes e vibrantes sempre tiveram momentos de destaque no pós-guerra e agora aparecem novamente como elemento de destaque nos materiais.


A padronização de cores e texturas fundiram-se criando cenários expressivos nos ambientes, dando lugar a uma nova tendência apresentada na feira de Milão. A união das cores primárias, formas e estampas que num único ambiente imprimem uma verdadeira mistura de sensações.

As mais diversas combinações estão classificadas com um estilo de projeto maximalista e voltam sempre a referenciar o estilo clássico, seja num móvel, candeeiros ou simplesmente nos objetos de uma mesa posta.


Acreditamos que cada projeto tem o seu potencial de expressar sua personalidade e sentimentos através do design e podemos classificar essa infusão de padrões como explosiva e impactante, por isso, sempre sugerimos fazer a utilização dessa padronagem em pequenos ambientes ou de curta permanência.


3. Visual "metaversiano"

A estética digital traduziu-se em instalações e peças que parecem ter saído diretamente de um render 3D.


Os móveis e instalações percorrem cores, curvas e laços parecem inspirados nas redes sociais e no mundo digital, como se fossem molduras do metaverso. A sua linguagem aborda a tradição e a estética vintage com um espírito futurista.


4. Decoração orgânica –linhas curvas:


A inserção de linhas curvas e formas orgânicas chamaram particularmente a atenção, sendo dos mais explorados nos projetos, independentemente da divisão. Seja no quarto, sala ou espaços comerciais, este tipo de formatos está sempre presente.


As formas orgânicas trazem sensação de movimento e inclusão a natureza, uma vez que não encontramos linhas retas e formas geométricas claras, essa percepção e olhar mais a fundo do projeto fazem com que a sensação do lugar traga mais leveza e dinamismo.


Bastante exploradas, as linhas curvas aparecem no design de interiores de diferentes maneiras: em formas abauladas (tampo de mesas e estantes), em móveis de apoio, bancadas mais extensas e estantes. Como também pudemos notar que essas formas orgânicas aparecem bastante em módulos, como por exemplo em sofás onde se faz referência ao design sustentável.


5. Tons terrosos e trabalhos manuais:


Os tons terrosos continuam a aparecer em força nos cenários focados no Design clean e sustentável.


Com uma intenção ao meio ambiente, introduzido pelo cuidado e valorização do meio, os materiais manufaturados e fibras naturais aparecem em destaque em alguns ambientes.

Mostrando uma fluidez aos ambientes, desta vez aparecendo também em paredes e mobiliários, as texturas e fibras naturais tendem a representar um ambiente leve e clean.


Além disso, o artesanato assume um novo sabor e relevância, celebrando assim o ofício da tecelagem, as técnicas antigas e os estilos originais dos artesãos, tentando dar uma nova vida aos objetos encontrados ou materiais excedentes.


Cestos e baús de vime são alguns dos objetos propostos com uma intenção de regresso às origens e ao orgânico em casa.


Arquitetos e decoradores apresentaram ambientes dinâmicos, focados na consciência ambiental e responsabilidade com a natureza. E o recado que os profissionais da decoração apresentaram foi claro: está na hora de levar a natureza para as nossas casas! O verde, azul e tons de terra que nos lembrem da natureza encontram-se em alta.


Conheça o Atelier Bossa!


Somos uma empresa que atua na área de arquitetura, design de interiores e construção. Estamos inseridas no mercado há 3 anos e nossos principais objetivos são projetos na tipologia “chave na mão”, onde fazemos um projeto de execução e remodelação.


Para ver o nosso trabalho pode aceder ao nosso portfólio, no site do Atelier Bossa, ou às nossas redes sociais @atelierbossa


Se quiser mais dicas, novidades, ambientes inspiradores e muitos conteúdos, acompanhe o nosso trabalho nas redes sociais e subscreva a nossa newsletter!











10 visualizações0 comentário