Buscar
  • paolaalteriodi

Home Smart Home – O que pode a sua casa fazer por si?

Já ouviu falar em

Domótica?


Desde sempre, tem sido o ser humano a tomar conta da sua casa, mas o que acha da ideia de ter a sua casa a tomar conta de si?

O ritmo de vida atual e os avanços tecnológicos dos últimos anos levaram a novas formas de viver. Edifícios e habitações tornaram-se mais multifuncionais, flexíveis e inteligentes.

Atualmente, existe um leque diversificado de dispositivos no mercado que permitem controlar quase tudo a partir do smartphone, tablet ou computador, em cada instante e a partir de qualquer lugar.

As casas inteligentes são um conceito simples com grandes vantagens para quem nelas habita.

“Que vantagens são essas?”

Antes de respondermos a esta pergunta, vamos responder a outra questão.

O que é a Domótica, afinal?

A Domótica é uma tecnologia recente, que une as vantagens dos meios eletrónicos aos meios informáticos, de forma a que consiga utilizar e gerir de forma integrada os diferentes equipamentos tecnológicos numa habitação.

O objetivo passa por centralizar o controlo das funções de vários sistemas como a iluminação, a climatização, o aquecimento, o controlo de eletrodomésticos num único local como um smartphone ou tablet.

Quais são os diferentes tipos de instalação de domótica?

Para quem deseja viver numa casa inteligente e ter pequenas ajudas nas tarefas simples do dia a dia, existem níveis diferentes de domótica que podem ser implementados. Tudo depende do seu objetivo e daquilo que pretende.

Domótica simples

É o nível mais básico de domótica. Pode instalar um sistema de domótica em sua casa através de aparelhos (que podem ser instalados autonomamente por si) e que irão permitir-lhe controlar equipamentos individuais. Um exemplo deste tipo de domótica é um comando para controlar uma tomada elétrica ou a iluminação de uma divisão da casa.

Domótica integrada

Este é o nível pressupõe que todas as soluções estejam interligadas e comuniquem entre si. Desde a iluminação, aos estores, climatização, sistema de segurança, etc. Tudo pode ser controlado e personalizado de forma remota, através de uma interface, como por exemplo, o seu smartphone.

Para que as diversas soluções de domótica funcionem numa casa, existem sistemas mais simples e outros mais avançados. Os sistemas simples pressupõem que haja uma ação concreta (por exemplo, carregar num botão físico ou virtual). Por sua vez, os sistemas avançados incluem sensores e têm a capacidade de interpretar dados e de reagir às circunstâncias em tempo real (por exemplo, ligar o aquecimento automaticamente se a temperatura exterior for inferior a 13 graus).

Soluções práticas:

Climatização do espaço

É possível ter uma casa mais sustentável e poupar dinheiro se conseguir gerir eficazmente a climatização da sua casa. A domótica é uma grande aliada neste sentido, uma vez que lhe permite programar horários para ativar ou desativar equipamentos de climatização. Desta forma, não há consumo excessivo de energia e os níveis de conforto no interior da habitação são sempre assegurados.

Automação

A domótica permite-lhe também automatizar determinadas tarefas mais rotineiras. Por exemplo, pode definir à hora em que quer que o seu café esteja pronto, e os dias e horas em que o seu aspirador deve começar a aspirar a casa. Esta é outra grande vantagem da domótica, que lhe permite poupar esforço e tempo em tarefas rotineiras mais aborrecidas.

Iluminação

Se saiu de casa e se esqueceu de algumas luzes acesas, o sistema central tratará de apagá-las automaticamente. A domótica ajuda-o, não só a gerir melhor os gastos de eletricidade, mas também a regular a intensidade da luz da sua casa consoante a luminosidade exterior. É possível apagar e acender luzes consoante as divisões que estão a ser usadas, inclusive, por controlo de voz.

Sistema de som

Se a casa tiver colunas pré-instaladas é possível controlar as faixas, os dispositivos a partir dos quais toca a música, o volume e as divisões em que o sistema de som deve ser ativado.

Segurança

Uma das grandes mais valias da domótica é a prevenção no que diz respeito à segurança da casa e de todos os que nela habitam. Sistemas mais avançados e inteligentes são capazes de detetar, por exemplo, se houver uma fuga de gás, fumo ou uma inundação, emitindo um alerta para as autoridades competentes ou ligando para os números de emergência.

Para além disso, através da utilização sofisticada de câmeras e sensores, estes sistemas também são capazes de alertar as autoridades sempre que forem detetados intrusos na casa.

Comunicação

A comunicação entre os diversos sistemas está bastante facilitada com a domótica. A partir de um único sistema central, o utilizador consegue comunicar e controlar vários aspetos da sua casa. Os assistentes virtuais desempenham aqui um papel importante no que toca à comunicação e à automação. Os dispositivos mais conhecidos e populares são a Siri (da Apple), a Alexa (da gigante Amazon) e o Google Assistant.

Design de Interiores

Embora a robótica seja frequentemente vista como uma ferramenta para o desempenho em espaços interiores, a sua utilização também se estende à estética.

Por exemplo, já existe um “robot de escrita” que desenha imagens e textos em qualquer superfície da parede, transformando escritórios, zonas de lazer e paredes de casas de banhos numa tela em branco para expressão artística.

Este robot pode desenhar, apagar e redesenhar inúmeras vezes, permitindo que os utilizadores imprimam imagens ou mensagens diferentes todos os dias. Seria como ter um quadro diferente na parede, todos os dias.

O que nos guarda o futuro?

Já existem espelhos inteligentes que oferecem possibilidades como ler as notícias enquanto se escova os dentes e agora uma nova geração de chuveiros promete economizar até 90% de água e 80% de energia.

Essas tecnologias constituem apenas uma pequena fração das possibilidades para a casa de banho do futuro. De secadores de corpo a escovas de dentes para verificação de saúde, a gavetas que aquecem suas toalhas, a pisos que enviam um alerta caso alguém caia, as possibilidades parecem infinitas.

Para além disso, têm sido exploradas as possibilidades de criar uma nuvem térmica que segue os seres humanos pelo espaço interior. Essa nuvem térmica permitiria que os elementos de aquecimento infravermelho se fundissem com o rastreamento de movimento, criando um clima pessoal preciso para todos os ocupantes dos espaços interiores, aumentando o conforto e reduzindo o aquecimento desnecessário de salas vazias.

O futuro é promissor, mas não precisa de esperar pelo seu conforto.


O Atelier Bossa pode ajudar:


Existem muitas opções a nível de domótica e automação. Escolher as melhores opções e fazer a instalação sozinho pode levantar algumas questões.


Apesar das dicas que oferecemos neste artigo, pedir ajuda a um profissional é a melhor forma de garantir um sistema funcional e programado de acordo com as suas necessidades.


O Atelier Bossa está à disposição para auxiliar o seu projeto de forma a garantir um bom resultado e a sua satisfação.


Para mais dicas, inspirações ou artigos de arquitetura e design de interiores siga o nosso Instagram @atelierbossa.

.





3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo